Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Manta de Crochet e renovação do quarto

por Anabela Andrade Santos, em 16.08.16
A renovação do quarto da filhota continua devagarinho, pois com este calor não se consegue fazer nada na mobília. É impensável lixar e pintar móveis com estes dias.

No entanto, à noite, quando começa a entrar um pouco de vento mais fresco é a altura ideal para fazer a manta. Todos os bocadinhos são aproveitados para ver se ela ainda vai ser usada este inverno.

Da parte da filha, os trabalhos também estão em andamento e o tecido de algodão branco para uma almofada (que a mãe vai ter que fazer), já foi tingido com a técnica de shibori, aprendida nestes dois anos de aulas.



Cada vez gosto mais destas cores

Já está com um bom tamanho

Pormenor do modelo

Os novelos ficam tão lindos (e práticos) com a noveladora




Manta de crochet

por Anabela Andrade Santos, em 13.08.16
Há muito tempo que queria modificar o quarto da minha filha, mas tenho vindo a adiar, pois as ideias que temos implicam a pintura da cama, cómoda e escrivaninha. Este verão resolvi meter mãos à obra.
Neste momento, a cómoda já está toda pintada de branco e as gavetas foram forradas com tecido "lenço dos namorados", que comprei na FIA, no Planeta dos tecidos. Só um móvel já faz toda a diferença no quarto e eu só espero por dias menos quentes para continuar com as pinturas.

Já está decidido que o quarto vai ser todo branco e os apontamentos vão ser em tons de azul. Assim, enquanto vou pintando a mobília, os adereços vão sendo escolhidos e alguns feitos por mim e por ela. 

Apesar te ter várias mantas de crochet e tricot, nenhuma tinha as cores pretendidas, pelo que tivemos que ir até à Brancal da Rua dos Fanqueiros e escolher as linhas para começar outra manta (mais um trabalho começado). Trouxemos fio Dralon 4, com 50% de lã e 50% polyester. O modelo já tinha sido escolhido por ela e é igual ao da nossa manta do sofá.

Da parte da filhota, também já há trabalho feito, que mais tarde será aqui apresentado "oficialmente".

Vai dar trabalho e demorar algum tempo mas no fim vamos ter um quarto muito mais arejado e principalmente diferente, pois a maior parte da decoração será feita por nós.


A Tricot Brancal. Uma verdadeira perdição

É sempre tão difícil escolher

Adoro estes novelos feitos na noveladora

Vamos começar

publicado às 17:00

Xaile de ananases

por Anabela Andrade Santos, em 23.04.16
Comprei há algum tempo um algodão egípcio nas lãs Brancal. Como acontece na maior parte das vezes, vejo um fio que gosto, compro e depois logo se vê o que se faz com ele.

Este não foi exceção. Depois de alguns modelos, vi o post da Fátima e não resisti a fazer um xaile. O modelo está muito bem explicado, requer alguma atenção no início, mas depois de entrarmos no esquema, não é muito difícil.

Já o acabei há algum tempo, mas tem sido difícil atualizar o blog. Vamos ver se a partir de agora tenho mais disponibilidade para mostrar o que está feito e o (muito) que está iniciado ou prestes a terminar.

Este xaile foi aprovado em casa e com o tempo mais quente que se avizinha, vai começar a ser disputado pela mãe e pela filha.

O xaile a bloquear




Mantinha de croché

por Anabela Andrade Santos, em 26.05.15
Apesar de não ter publicado nada ultimamente, continuo a visitar os vários cantinhos que tanto me inspiram. Numa dessas "viagens", vi o post da Susana e fiquei apaixonada pelo ponto do xaile que ela está a fazer.

Tinha 2 novelos de lã em casa e resolvi experimentar o ponto. Começou como um xaile, mas não gostei muito e depressa se transformou numa manta. Resultado: ter que ir à procura de mais lã e parar todos os trabalhos que estava a fazer (sim, tenho uns 10 trabalhinhos começados).

O ponto é muito fácil de fazer e também bastante rápido. A manta ficou pronta em poucos dias mas não tenho de momento nenhum bebé a quem a oferecer pois apesar de ser grandinha e dar para tapar as pernas, nós gostamos de mantas grandes para o sofá.

Esta semana ao percorrer os blogs, vi uma iniciativa que me agradou muito. Se calhar já tenho um destino para a minha manta, destino esse que me deixa ainda mais feliz.

Depois dou notícias....

P.S. Obrigada Susana pela partilha do video com a explicação deste ponto. Eu avisei que ía copiá-lo. Bjs







Mantinha de bebé

por Anabela Andrade Santos, em 15.04.15
Faz 11 anos em maio que entrei para o meu atual emprego. Nesta casa conheci muita gente, muitos colegas entraram e muitos saíram, mas alguns ainda hoje se mantém lá.

Quando entrei, conheci uma das colegas, com a qual comecei a explorar todo o universo que nos rodeava pois tinha entrado também naquela altura. É muito mais nova que eu, mas a empatia foi imediata; a vontade de aprender, de descobrir, de resolver os inúmeros desafios que nos são colocados diariamente, fez com que nos juntássemos cada vez mais.

Em novembro soube que ela estava grávida e no último mês do ano veio a notícia que era uma menina. No dia seguinte fui comprar as lãs, pois era preciso fazer uma mantinha.

A escolha do modelo foi o mais difícil de decidir, mas depois de muito pesquisar e experimentar, decidi fazer o mesmo modelo de uma que estou a fazer para mim (há tanto tempo!!!!!), em que até as cores são muito idênticas. Daqui a uns tempos vamos estar as duas embrulhadinhas em mantas iguais. 

A entrega foi hoje e a mãe gostou. A minha "sobrinha" nasce brevemente e irá sentir-se quentinha e aconchegada com algo que foi feito para ela e a pensar nela.

Beijos da "tia".





Mantas de crochet

por Anabela Andrade Santos, em 30.09.14
O outono já chegou e com ele começam as noites mais frescas. 

Chegamos à conclusão que é a altura de ir buscar as mantas do sofá e da cama. 

Se há trabalhos que me dão imenso prazer a fazer, são as mantas. São os mais demorados, os que levam mais lã, mas também aqueles que no fim têm um impacto enorme (pelo menos para mim), e que nos permitem experimentar modelos e pontos sempre diferentes. Duas estão em andamento (lento...), mas estas estão acabadas e já cumpriram a sua obrigação no inverno passado.

Agora, está na altura de voltarem para o sofá e para a cama da filhota.


A manta da cama da filhota - só para tapar os pés





A manta do sofá, aqui ainda em fase de execução. É enorme, mas valeu a pena a espera.


publicado às 10:12

Mantinha de bebé e boneco de tecido

por Anabela Andrade Santos, em 16.08.14
Apesar de estarmos longe, não implica que aqueles que gostamos sejam esquecidos. Nos Estados Unidos, está uma prima já com dois pequeninos lindos e um terceiro quase, quase a chegar. Quando soube da novidade, as ideias começaram a fervilhar, as lãs e os tecidos foram comprados e os trabalhos começaram a surgir.

Foi mais um trabalho feito com muito carinho, nos intervalos de todos os afazeres diários, pois só assim é que conseguimos transmitir a felicidade que nos dá produzirmos algo para alguém especial.

Espero que o nosso pequenino se sinta confortável com esta mantinha, que brinque muito com o boneco de pano e que toda a família saiba que nós, cá deste lado, gostamos muito de todos eles.








Cachecóis

por Anabela Andrade Santos, em 18.05.14
Não conheço ninguém que não goste de um cachecol ou de uma gola quentinha.

Assim, o Natal de 2013 foi rico em cachecóis, que foram aquecer as primas, amigas, afilhada e mais um para a filhota. que será sempre a minha cobaia.

Todos eles diferentes, rápidos de fazer, quentinhos, mas principalmente uma peça que temos a certeza não vai ser igual a mais nenhuma e que foi feita com muito carinho.






Mantinha de crochet

por Anabela Andrade Santos, em 31.03.14
Oferecer uma prenda a um bebé, muitas vezes é complicado. As ofertas disponibilizadas no mercado são muitas, mas também é verdade que nem sempre correspondem aquilo que pretendemos oferecer. A dúvida instala-se e o que deveria ser um momento de partilha e de mostrar o quanto estamos felizes pelo nascimento desse bebé, transforma-se numa luta em que na maior parte dos casos ganha a exaustão, fazendo com que se compre "qualquer coisa". Não é esse o meu objectivo, nem o que pretendo quando ofereço uma prenda a alguém próximo. 

Assim, quando soube que vinha mais um primo a caminho, foi com grande alegria que parei todos os trabalhos que estavam começados - sim, nunca tenho apenas um trabalho em  mãos - e comecei a escolher as cores com que ía fazer uma mantinha. O modelo foi o mesmo do da manta cor de rosa, alterando apenas as cores.

Com isto, passei algum tempo a fazer aquilo que me dá tanto prazer, ofereci uma prenda útil, não comprei mais um brinquedo que provavelmente iria ficar esquecido no meio de todos os outros e não ofereci uma peça de roupa que já não serve pouco tempo depois. Enquanto a estava a fazer, lembrava-me deste bebé pequenino que ainda estava para nascer; agora, será a mãe que cada vez que o tapa, se lembra de quem lha ofereceu. 




publicado às 14:14

O começo

por Anabela Andrade Santos, em 19.03.14
Finalmente este blog começou. Será um espaço para registar o que me faz feliz, o que me acalma e me faz sorrir. Lãs, linhas e tecidos, porque cada vez mais é algo que me entusiasma, mas não é só, também há os livros, as viagens, a fotografia, a culinária, sem esquecer a parte mais importante, aqueles que me apoiam e incentivam e que quase me obrigaram a criar este blog: o meu marido e a minha filha.
Assim, depois de muita insistência, o blog foi criado mas nenhum post foi publicado; ou porque não estava inspirada, ou não tinha uma fotografia para colocar, ou simplesmente porque não me apetecia. Hoje apeteceu-me e coincidência ou não, hoje é dia 19 de março, dia do pai e dia dos anos da minha mãe. Não gosto muito de dias pré-definidos, mas obrigatoriamente hoje temos que falar no pai, pelo que só me resta deixar aqui um grande beijo ao meu pai (apesar de já não estar entre nós), ao meu sogro e ao meu marido, pelo grande pai que é. E um grande beijo também à minha mãe pelos seus 78 anos, cheios de energia e alegria de viver. Obrigada "pais" e obrigada mãe, por tudo aquilo que me proporcionam.

Voltando ao título do blog, deixo aqui uma mantinha, feita com muito carinho para uma bebé linda.











Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D