Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Preparar a chegada de bebé

por Anabela Andrade Santos, em 03.10.19

Como vem sendo hábito, sempre que está um bebé para chegar faço uma mantinha.

Desta vez, resolvi fazer mais uns miminhos. Ao longo dos tempos, sempre que vou encontrando um modelo de bebé que gosto, costumo guardar. Não que seja para fazer de imediato mas para futuramente se necessário, já ter uma certa biblioteca.

Em Maio soube que a família ía aumentar e a Margarida vinha aí quando ninguém estava à espera. Perante esta surpresa, não podia ser só uma manta, tinha que fazer alguns modelos que queria testar.

Após a primeira manta, com fio Dralon 4 da Tricots Brancal, encontrei fio Nanny print da Rosários 4 em casa que não iria utilizar e resolvi fazer mais uma manta. 

O casaco da Malha a Malha, já é um clássico e também tinha que ser feito. Usei fio para bebé da Tricots Brancal. Continuo a adorar este modelo. Também da Malha a Malha, tinha um modelo de botinhas. Como brincadeira, usei fio Tea Cup da Rosários 4 que tinha sobrado de um casaco que fiz para mim.

Passei depois às costuras. Fiz 3 sacos de maternidades, 3 babetes e 3 porta chuchas com tecido 100% algodão do Planeta dos Tecidos que tinha comprado na FIA. Nos babetes usei um tecido de algodão com uma parte impermeável igual ao dos reguardos de colchão, que comprei na Loja do Sr. Jacinto, nas Caldas da Rainha.

Os miminhos estão entregues. A Margarida ainda não nasceu (será hoje?), mas eu estou muito satisfeita com este pequeno enxoval.

2019-09-06 10.21.52 2.jpg

2019-09-06 10.21.53 1.jpg

2019-09-06 10.21.51 2.jpg

IMG_20190907_110136.jpg

2019-09-06 10.30.33 1 (1).jpg

2019-09-06 10.21.51 1.jpg

2019-09-06 10.21.48 1.jpg

2019-09-06 10.30.34 1.jpg

IMG_20190907_110440.jpg

 

Desperdício zero

por Anabela Andrade Santos, em 17.05.19

Cada vez mais se ouve falar de plástico, lixo, desperdício, sustentabilidade.....

As imagens entram-nos diretamente pela casa dentro e chocam cada vez mais. Reutilizar, reduzir e reciclar é algo que tem que estar nas nossas rotinas. É difícil, pois foi uma vida inteira a proceder de determinada forma e nós somos animais de hábitos, mas todos temos que contribuir e fazer um esforço para salvar esta nossa "casa".

 

Já há uns anos que a mudança começou para nós, mas ultimamente tem sido mais a sério. Assim, as compras começaram a ser feitas nos mercados e comércio local, além do cabaz que me chega todas as semanas do cabaz natura. A enorme quantidade de sacos que era utilizada em cada ida ao mercado era assustadora. Solução: fazer sacos de pano, vulgo Taleigos ou Talegos, como no tempo das nossas avós. Só precisei de uma tarde livre, umas camisas do marido que já não eram usadas devido ao uso e máquina de costura. O sucesso foi imediato e no mercado já somos conhecidos pelos sacos. De seguida, foi feita mais uma remessa para a filha utilizar, desta vez com restos de cortinados. Neste momento, o hábito de andar com os sacos já está tão enraizado que não conseguimos ir às compras sem eles.

 

Em relação às mercearias, já é muito fácil encontrar lojas com produtos a granel. Aqui a solução é levarmos os nossos frasquinhos, caixas, sacos e encher. A Maria Granel é realmente um mundo, mas também já encontramos em muitos super e hiper mercados. Para nós a solução encontrada foi fazer uma "Nave", com todos os frascos e expor. Quando ficam vazios, levamos, pesamos, enchemos, voltamos a pesar e quando chegamos a casa é só arrumar. As vantagens são muitas, principalmente a redução de embalagens, o comprarmos só o que necessitamos e também por estar exposto evitamos a acumulação do mesmo produto no fundo do armário/despensa. A desvantagem ainda é a deslocação com todos os frascos às lojas específicas, mas com um pouco de gestão é possível.

 

Temos consciência que é só um passo muito pequenino e que ainda temos muita coisa a melhorar/adaptar, mas se todos fizermos um bocadinho já é tão bom.

 

IMG_20180330_163904 (1).jpg

IMG_20180330_164344.jpg

IMG_20180330_164459.jpg

IMG_20180913_174855_561.jpg

IMG_20180913_174855_564.jpg

IMG_20181209_104439_512.jpg

IMG_20181209_104439_513.jpg

IMG_20190517_155136.jpg

 

Xuxus - parte II

por Anabela Andrade Santos, em 03.08.15
É oficial: tenho um marido vaidoso dascoisas que faço. Na passada semana, falou do meu blog no trabalho e uma dascolegas gostou muito dos xuxus.

Quando me disse que a filha dela adoravaestes elásticos para o cabelo, foi um bom pretexto para fazer mais uma fornadade xuxus neste fim de semana.

Como sempre, tudo aquilo que faço é paraoferecer a quem se identifica com os meus miminhos. 

Estes, destinam-se a uma menina que é um"doce", linda e sensível e que tenho a certeza que vai adorarusá-los.

Resolvi ainda, fazer um pequeno taleigopara os guardar ou para utilizar como ela bem entender. Tenho a certeza queimaginação não lhe vai faltar.

Espero que gostes minha querida e jásabes, quando quiseres mais é só dizeres, pois tu mereces estes pequenosmiminhos. 


Como pulseiras


Antes de serem arrumadas no taleigo

Pronta para ser entregue








publicado às 10:10

Xuxus

por Anabela Andrade Santos, em 16.07.15
Tenho uma família grande com muitos primos e primas. Uns longe, outros mais perto. Uns que vejo mais vezes, outros que passo anos sem os ver. Muitas vezes, os primos mais afastados são aqueles que nos estão mais próximos e com quem lidamos mais frequentemente.

Uma dessas primas (penso que em 4º grau), fez agora 20 anos. Apesar da diferença de 4 anos para a minha filha, sempre se deram muito bem, nunca existindo aquela barreira quando uma é adolescente e a outra ainda é uma criança.

É uma jovem linda, amorosa, com quem gosto de conversar, com quem estou à vontade para lhe perguntar o que prefere de prenda de anos ou de Natal porque sei que a resposta dela vai ser sincera. Não faz fretes, nem finge que está tudo bem (como eu aprecio essa qualidade). É franca e direta. 

Soube entretanto que ela adora os xuxus de cabelo. Assim sendo, foi por mãos à obra e fazer uns quantos para ela poder apanhar os cabelos lindos e encaracolados que tem (sabes que eu gosto mais dos caracóis do que do cabelo liso). Soube agora que a função deles tem sido de pulseiras, conjugando conforme a roupa que veste. 

Assim, a juntar à prenda do 20º aniversário foram 4 xuxus de miminho.









Calções

por Anabela Andrade Santos, em 28.06.15
Depois de algumas voltas pelas lojas à procura de calções frescos para a filhota e de não termos encontrado nada, lembrei-me de um video da Rosapomposa, em que ela explica e cede o molde de como fazer umas calças largas.

Vamos lá então às experiências. Se o molde é para umas calças, fazemos mais pequeno e temos uns calções. O primeiro par surgiu de um tecido que havia cá por casa, sem grande importância, que isto de inventar não pode ser com tecidos muito caros e que gostamos muito.

Ela gostou e escolheu outro tecido que também tinha por cá. Do segundo ao terceiro par foi um saltinho. Os calções foram aprovados e esta semana lá fizemos uma viagem até Campo de Ourique para comprar mais tecidos no Vidal e no Santo Condestável.

Parece-me que a ideia será um par de cada cor e padrão, mas não faz  mal porque são tão fáceis e rápidos de fazer que quando der conta tem uma verdadeira coleção.


O primeiro par

O segundo par


O terceiro par

A primeira fornada

Aprovados e prontos para passear

publicado às 09:51


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Posts mais comentados