Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Desperdício zero

por Anabela Andrade Santos, em 17.05.19

Cada vez mais se ouve falar de plástico, lixo, desperdício, sustentabilidade.....

As imagens entram-nos diretamente pela casa dentro e chocam cada vez mais. Reutilizar, reduzir e reciclar é algo que tem que estar nas nossas rotinas. É difícil, pois foi uma vida inteira a proceder de determinada forma e nós somos animais de hábitos, mas todos temos que contribuir e fazer um esforço para salvar esta nossa "casa".

 

Já há uns anos que a mudança começou para nós, mas ultimamente tem sido mais a sério. Assim, as compras começaram a ser feitas nos mercados e comércio local, além do cabaz que me chega todas as semanas do cabaz natura. A enorme quantidade de sacos que era utilizada em cada ida ao mercado era assustadora. Solução: fazer sacos de pano, vulgo Taleigos ou Talegos, como no tempo das nossas avós. Só precisei de uma tarde livre, umas camisas do marido que já não eram usadas devido ao uso e máquina de costura. O sucesso foi imediato e no mercado já somos conhecidos pelos sacos. De seguida, foi feita mais uma remessa para a filha utilizar, desta vez com restos de cortinados. Neste momento, o hábito de andar com os sacos já está tão enraizado que não conseguimos ir às compras sem eles.

 

Em relação às mercearias, já é muito fácil encontrar lojas com produtos a granel. Aqui a solução é levarmos os nossos frasquinhos, caixas, sacos e encher. A Maria Granel é realmente um mundo, mas também já encontramos em muitos super e hiper mercados. Para nós a solução encontrada foi fazer uma "Nave", com todos os frascos e expor. Quando ficam vazios, levamos, pesamos, enchemos, voltamos a pesar e quando chegamos a casa é só arrumar. As vantagens são muitas, principalmente a redução de embalagens, o comprarmos só o que necessitamos e também por estar exposto evitamos a acumulação do mesmo produto no fundo do armário/despensa. A desvantagem ainda é a deslocação com todos os frascos às lojas específicas, mas com um pouco de gestão é possível.

 

Temos consciência que é só um passo muito pequenino e que ainda temos muita coisa a melhorar/adaptar, mas se todos fizermos um bocadinho já é tão bom.

 

IMG_20180330_163904 (1).jpg

IMG_20180330_164344.jpg

IMG_20180330_164459.jpg

IMG_20180913_174855_561.jpg

IMG_20180913_174855_564.jpg

IMG_20181209_104439_512.jpg

IMG_20181209_104439_513.jpg

IMG_20190517_155136.jpg

 

publicado às 15:37


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana G a 21.05.2019 às 12:20

Também não choca se levar um saco de pano para o arroz, grão e afins, e mesmo que seja a farinha... Assim não é preciso andar de frascos às costas, é uma questão de hábito.
Força nisso.
Imagem de perfil

De Anabela Andrade Santos a 21.05.2019 às 12:35

Muitas vezes é assim que faço. Frascos só quando são os pequeninos das especiarias e os grandes quando são poucos. Mas claro que é tudo uma questão de hábito e de gerir bem o que queremos.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D