Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A preparar o Natal

por Anabela Andrade Santos, em 23.11.14
Nos últimos anos as prendas de Natal começaram a ser feitas em casa. No início era alguma coisa feita por nós (mais como um miminho) e algo comprado. Ultimamente, optamos por fazer cada vez mais todas as prendas, não comprando quase nada pois começamos a desenvolver uma verdadeira "fobia" aquilo que todos compram, aos centros comerciais, às compras de última hora, ao dar por dar. 

Já passamos pela fase dos doces, das bolachas e biscoitos, dos pequenos cabazes com o mel, azeite e chás. Entretanto a família e os amigos foram aumentando, começando a aparecer os bebés, e para estes, optávamos pelos brinquedos e livros. Desde o ano passado, que até para eles, as prendas passaram a ser feitas em casa. Assim, houve cachecóis, sacos de alfazema, mantinhas de crochet e golas ou seja, andámos numa maré de tricot.

Este ano, a opção foram os tecidos. Os pequenitos (maioritariamente meninas o que facilita muito) estão maiores, andam na escola, precisam de sacos, estojos, capas de livros, bolsas e bolsinhas, pelo que se montou um verdadeiro atelier na mesa da sala. A par desta azáfama, tenho ainda a troca de Natal do desafio que a Ana lançou no seu blog, e que me está a dar um grande gozo.

Depois do Natal mostro todas as novidades, agora é cedo pois alguém pode vir espreitar e acabar com a surpresa. Agora, apenas mostro a desarrumação da minha sala pois os tecidos estão espalhados por todo o lado.






Tags:

Saco de tecido

por Anabela Andrade Santos, em 09.11.14
Adoro lãs, tecidos e tudo o que seja trabalhos manuais. Adoro lojas com estes materiais. Adoro as cores, texturas, padrões que aí encontramos. Sou capaz de passar "horas" a ver estes materiais.

Desde muito nova que frequento as lojas de tecidos e de material de costura em Lisboa. Ia sempre com a minha mãe  e com uma amiga modista e as recordações desses locais ainda hoje estão muito presentes. Havia lojas obrigatórias, como os Armazéns do Chiado, as retrosarias da Rua da Conceição, a Casa dos botões bonitos no Elevador da Bica que me deixava deslumbrada e com vontade de ver todas as caixas e caixinhas e o Vidal tecidos em Campo de Ourique. 

Já estava há algum tempo com vontade de voltar ao Vidal, desta vez para "passar o testemunho" à mais nova da casa. Escolhemos uma tarde e fomos as duas com calma descobrir esta maravilha dos tecidos. Foi difícil de seleccionar, mas conseguimos. Desde que entrei na loja que me apaixonei por um tecido da colecção "Amo Portugal". Na altura não fazia ideia do que fazer com ele - como acontece quase sempre - mas a ideia surgiu e valeu a pena. Poucos dias depois, estava a passear com o meu saco novo e a receber o elogio de todos os que o viam.

Aproveitei também, para utilizar o tecido do lenço dos namorados que comprei na Retrosaria das Flores no Porto. O saco tem ainda a particularidade de ser reversível, pois as costuras ficaram para dentro.

Uma mala/saco de tecido fácil de fazer e em que toda a beleza está nos tecidos escolhidos. Agora é continuar com este modelo e começar a utilizar alguns dos muitos tecidos que existem cá em casa.







publicado às 15:00


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D